06 outubro 2006

Declaração para um AMOR

Ah! esse homem.
Que me toca os seios,
Como um beija-flor toca, no jardim, as flores,
Arrepiá-me despertando antigos devaneios,
De mãos no meu corpo em longos passeios.
Ah! esse homem.
Que me cobre de beijos,
Que deixa marcas denteadas nos meus braços,
Expõe minha anatomia nua sem segredos,
Como se fosse um quadro de célebre pintor,
E a mira com olhos de sol coruscante,
Incendeia a tela com seu fogo sagrado,
Remexe a lava, no fundo, adormecida,
Do vulcão dos meus profundos desejos,
Fazendo explodir em mim a mulher plena,
A amante ardente de gestos delicados,
Que pouco se importa com os espinhos,
Para ser a dona dos seus carinhos.
Ah! Esse homem.
autoria de:Maria Hilda de J. Alão

3 Comments:

At sexta-feira, 06 outubro, 2006, Anonymous Anônimo said...

Para V.Millon
Quando você sentir vontade de chorar...
Não chore!
Pode me chamar que eu choro por você.
Quando você sentir vontade de sorrir...
Me avise!
Que eu venho para nós sorrirmos juntos.
Quando você sentir que está tudo acabado...
Me chame!
Que eu venho lhe ajudar a reconstruir.
Quando você achar que o mundo é pequeno
para suas tristezas...
Me chame!
Que faço ele pequeno para tanta felicidade.
Quando você precisar de uma mão...
Me chame!
Que a minha é sempre sua.
Quando você precisar de companhia
naqueles dias tristes e nublados,
ou nos dias ensolarados...
Me chame!
Eu venho sim!
Quando você estiver precisando ouviralguém dizer : Eu te gosto!
Me chame!
Eu digo a toda hora, pois o meu carinho e amor por você é imenso.
E quando você não precisar mais de mim...
Me avise!
Que simplesmente irei embora
pensando em você e torcendo por você!!!
um grande beijo em seu coração

 
At sábado, 07 outubro, 2006, Anonymous Anônimo said...

Amado Filemon
Você me chega suado,
com este teu jeito safado,
e olhar de quem se diz apaixonado.
A pele transpirando desejo,
poros exalando teu cheiro de homem.
Meu corpo na espera,
une-se ao teu,
num abraço envolvente,
e beijos ardentes.
Tuas mãos maliciosas
me exploram com a ternura
de um amante sensível.
A entrega é inevitável,
diante de um coração
fragilizado...e apaixonado!
Neste momento sou tua,
e me rendo à sedução...
Que se dane a razão!!
De quem te ama muito!!

 
At sábado, 07 outubro, 2006, Anonymous Carlos Eduardo Amorim said...

Pra Fatima de Godoy na cidade de Conselheiro Lafaiete-MG

È, não tem sido fácil
Ficar tanto tempo longe de você.
A presença em meu coração
De lembranças tão fortes,
Simplesmente não permite que eu tenha paz.
Ter você comigo foi algo forte demais
E eu não consigo conformar-me com a tua falta.
Não quero pensar em causas,
Nos motivos que levaram você de mim
E muito menos no tempo em que estamos separados.
Pensar nisto, é talvez tentar medir
A dimensão de minha saudade e isto é impossível.
Você teve os seus motivos para ir e eu tive os meus para ficar.
Penso então que temos nossas razões
para estarmos longe um do outro.
Olha, tenho tentado contabilizar as perdas.
O que você tirou de mim e levou embora junto com você?
Qual a parte de mim, que você escolheu
Para machucar com a saudade?
Realmente não sei.
O tempo talvez responda, o tempo talvez cure,
O tempo talvez apague...
Tudo o que sei é que...
Sinto saudades de você...

 

Postar um comentário

<< Home